Voltar

Vianuvem se consolida no mercado com software BPM no code

Com mais de 130 grandes empresas em seu portfólio, startup prevê faturamento de R$12 milhões em 2020


26 de março de 2020


Com o intuito de otimizar os processos de TI das empresas, a Vianuvem se consolida no mercado como a primeira startup com software BPM que não utiliza códigos para programação de processos. Com mais de R$10 milhões de faturamento em 2019, a Vianuvem possui hoje mais de 130 grupos empresariais em seu portfólio, entre eles, Remasa, Carbel e Grupo Águia Branca, contabilizando mais de 35 mil usuários que utilizam diariamente a plataforma.

“Percebemos que ao procurar por uma solução de gestão de processos de negócios, as companhias optavam por um sistema de Business Process Management Suite (BPMS) que demandava grandes consultorias, investimento alto em software e muita customização do sistema, além de tornar os trâmites muito morosos. Nossa solução foi criar uma plataforma que dá autonomia para a área de tecnologia, onde o próprio cliente e seus colaboradores podem construir os processos, tudo isso com uma linguagem de fluxograma e sem nenhuma linha de código”, explica Fredy Evangelista, CEO da Vianuvem.

Criada em 2015, a startup tem como missão levar a transformação digital para processos tradicionais dentro das enterprises. A ideia, que surgiu a partir de rascunhos de desenhos de reunião, permite a modelagem de processos com workflows intuitivos, tornando as tomadas de decisão mais ágeis. O sistema também otimiza a comunicação entre os departamentos, promove maior controle de processos, oferece segurança nas aprovações de pagamentos, facilidade na consulta e localização de documentos, monitoramento de resultados e visibilidade no fluxo de atividades.

“Como resultado, nossos clientes passam a ter ganhos expressivos de qualidade, tempo e produtividade. Resolvemos problemas que durariam dias em horas, o que significa uma redução de até 80% no tempo de entrega. A prova do nosso sucesso é que não perdemos nenhum cliente desde que começamos”, detalha o CEO.

O modelo de negócios rendeu grande visibilidade a empresa, que conquistou prêmios importantes nos seus cinco anos de atuação, entre eles o Prêmio Global por Inovação, Implementação e Impacto em projetos BPM, pela Global Awards for Excellence in BPM and Workflow (WFMC), em 2019, além do programa Scale-up da Endeavor. 

“Tivemos um crescimento expressivo desde que começamos a operação, com um investimento 100% bootstrap, graças a inovação que entregamos ao mercado. Para 2020, nossa expectativa é fechar o ano com R$12 milhões de faturamento, além de dobrar nosso time”, conclui Fredy Evangelista.

Matéria no Inforchannel       Matéria no Channel 360º